Nas duas últimas semanas foram confirmados casos ativos de infeção pelo novo coronavírus em três estabelecimentos de ensino do concelho. São eles a EB2,3 de Pontével, a Escola Básica de Vila Chã de Ourique e a Escola Secundária do Cartaxo.

Na primeira, estão sob vigilância ativa duas turmas até ao dia 26. Estes alunos serão submetidos a teste à COVID-19. Adicionalmente, e pelo facto destes alunos partilharem áreas disciplinares com outras duas turmas, estas também serão submetidas ao teste ao Sars-COV-2.

Enquanto não saírem os resultados, estes alunos terão de ficar também em isolamento. Caso o vírus não seja detetado, os alunos, e de acordo com a autarquia, “os alunos poderão retomar as atividades letivas presenciais, mantendo-se em vigilância passiva até 26 de outubro”.

Os docentes destas quatro turmas, embora considerados contactos de baixo risco pela autoridade de saúde, vão ser também submetidos ao teste diagnóstico da COVID-19, contudo, mantendo a atividade letiva, cumprindo as diretivas referidas.

Durante este fim de semana, a Câmara Municipal vai desinfetar a escola EB23 de Pontével.

Na Escola Básica de Vila Chã de Ourique, foram confirmados dois casos positivos entre alunos da escola, os quais estiveram ausentes da escola, pelo que a Delegação de Saúde considerou a turma, respetivos docentes e assistentes operacionais, em situação de baixo risco, ficando sujeitos a uma vigilância passiva que terminou ontem, dia 16.

Durante o período de encerramento da escola, a Câmara Municipal do Cartaxo já desinfetou todo o estabelecimento de ensino.

Já em relação à Escola Secundária do Cartaxo, no final desta sexta-feira foi confirmada a existência de um caso positivo, sendo que ainda se aguarda as orientações da Delegação de Saúde.

Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo assegura que todas as situações estão a ser acompanhadas pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e pelas autoridades de saúde.

Os familiares dos alunos infetados estão a ser acompanhados pela Área de Ação Social e Saúde da Câmara Municipal do Cartaxo. Até ao momento, sabe-se que dois agregados familiares solicitaram apoio, por estarem em isolamento e impedidos de saírem da sua residência.

Já a Área de Educação e Juventude da autarquia, em coordenação com os agrupamentos de escolas, está a assegurar que as crianças em isolamento ou vigilância ativa, têm disponíveis os meios informáticos para continuarem as aulas de forma não presencial.

O Presidente da Câmara Municipal afirma a solidariedade da autarquia para com o corpo docente, técnico e operacional, assim como, aos pais e encarregados de educação, destacando o “comportamento responsável” que todos têm evidenciado.

“Endereço o mais sentido respeito pelo modo como estão a enfrentar um momento muito difícil e desejo a todos os nossos concidadãos, de todas as idades, o rápido restabelecimento”, disse Pedro Ribeiro.

Relembre-se que, desde o início do ano letivo, o presidente da Câmara Municipal convocou quer os diretores de agrupamento, quer as associações de pais para participarem nas reuniões da Comissão Municipal de Proteção Civil que se reúne diariamente, para que a situação nas escolas seja constantemente avaliada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *