O presidente da Câmara Municipal, Pedro Ribeiro, promoveu uma reunião de trabalho, na passada quarta-feira, dia 22, para planeamento e organização do início do ano letivo 2020/2021.

Neste encontro, foi “analisada e discutida a implementação das medidas excecionais e temporárias para a preparação e organização do próximo ano letivo, no âmbito da pandemia da doença COVID-19”, explica a autarquia em comunicado de imprensa.

Assim sendo, e mantendo o regime de ensino presencial, poderá “haver, excecionalmente, recurso ao regime misto, com o auxílio das plataformas digitais já utilizadas no final do anterior ano letivo”, explicou o presidente da autarquia.

Pedro Ribeiro acrescentou ainda que, e de modo a facilitar a circulação nos edifícios escolares e a evitar a concentração de alunos no mesmo espaço, “os horários letivos e de refeições serão reorganizados, e os diferentes ‘espaços’, como as entradas, as saídas e mesmo as salas de aula, serão reorganizados ou alterados”.

Sobre o transporte escolar, o autarca explicou ainda que a Câmara Municipal irá “diligenciar junto da operadora no sentido de serem acauteladas todas as diretrizes da Direção Geral de Saúde e da legislação em vigor, no que se refere ao número de alunos a transportar e à higienização reforçada dos veículos utilizados”.

Esta reunião, que teve lugar no edifício sede do Município, contou com a presença dos diretores dos agrupamentos de escolas do concelho; da Coordenadora do Serviço Municipal de Proteção Civil do concelho, Ana Coelho; da Delegada de Saúde, Helena Sousa; e ainda representantes dos serviços municipais de Educação e Juventude da Câmara Municipal.

“Continuaremos agora a trabalhar em estreita articulação para garantir que em setembro as nossas escolas estão preparadas para receber, em segurança, as nossas crianças, os nossos jovens, mas também os nossos professores e técnicos”, assegurou Pedro Ribeiro.

Por este motivo, o edil acrescenta que todos os envolvidos nesta ação estão “a trabalhar para garantir a sua segurança e tranquilidade, destes e também dos encarregados de educação, cumprindo todas as normas determinadas pelas autoridades oficiais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *