Em comunicado, a autarquia explica que os custos financeiros da medida serão suportados a 100% pelos Programas Operacionais Regionais – no caso do Cartaxo, pelo Alentejo 2020.

Esta candidatura vem na sequência do despacho que determina a remoção e substituição do amianto de estabelecimentos de ensino em todo o país, publicado em Diário da República no passado dia 23 de junho.

Recorde-se que no Cartaxo foram selecionados quatro escolas básicas e um jardim de infância – a Escola Básica D. Sancho I, em Pontével; a Escola Básica de Casais Penedos; a Escola Básica José Tagarro no Cartaxo; a Escola Básica n.º 2 do Cartaxo e o Jardim de Infância de Vila Chã de Ourique.

Contudo, e devido ao facto de este último estabelecimento já não conter estruturas com amianto, Pedro Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal, pediu para que os valores previstos possam ser “usados noutros estabelecimentos de ensino não incluídos no Despacho”. Segundo o edil, as verbas poderão ser usadas “na Escola Secundária do Cartaxo”.

O autarca assegura “que vamos continuar o nosso trabalho de reivindicação junto da administração central, para que as obras de remoção e substituição se iniciem com a maior brevidade possível, mantendo, como sempre, a disponibilidade total para apoiar esta iniciativa, em tudo o que for necessário”.

O prazo para apresentação das candidaturas termina a 31 de outubro deste ano, mas o presidente da Câmara quer “apresentar a candidatura o quanto antes”, uma vez que “esta candidatura exige orçamentação de estudo geológico, projeto técnico de execução e empreitada”, explicou o autarca, citado na mesma nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *