Bernardo Campino, representante do Grupo de Forcados Amadores do Cartaxo foi à reunião de Câmara do passado dia 3, onde pediu uma introdução, no contrato de concessão da Praça de Touros, de uma cláusula onde a empresa concessionária privilegie este grupo, através da escolha do grupo – ou grupos -, de forcados que vão partilhar os cartéis nas corridas. 

Esta cláusula é importante para o grupo se manter na Associação Nacional de Grupos de Forcados, da qual poderão vir a ser expulsos caso não façam as corridas necessárias. 

Contudo, o presidente da autarquia, Pedro Ribeiro, alertou para o facto de não poder influenciar as decisões do empresário que vai ficar com a praça e as escolhas deste, embora tenha mostrado a sua “sensibilidade” em relação ao tema. 

Na mesma reunião, foi ainda aprovada, por maioria, a concessão da Praça de Touros à Junta de Freguesia da União de Freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta, por um período de dois anos. 

Imagem: Grupo de Forcados Amadores do Cartaxo/Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *