O Orçamento Participativo Escolar volta a convocar as alunas e os alunos dos dois agrupamentos de escolas do concelho, para debater ideias e propor soluções, para criar os seus próprios projetos e para os apresentar a crianças e jovens de outras escolas.


Desde dia 30 de abril, o Orçamento Participativo Escolar (OPE), organizado pela Câmara Municipal do Cartaxo, anda nas escolas do concelho. São “centenas de alunos” que se preparam para “decidir sobre o que consideram prioritário para a sua própria escola, criar planos e a desenhar projetos, [enquanto] debatem ideias e ensaiam apresentações criativas”, como escreve a autarquia em comunicado.

Os alunos podem propor projetos em áreas como a educação, cultura, solidariedade, ambiente ou desporto. Cada escola apresentará a votação em um projeto em cuja construção todos vão participar. Cada escola nomeia cinco alunos e oito apoiantes para defender o projeto da sua escola junto dos outros colegas. “A votação dos projetos é feita por voto secreto, em urna fechada, com boletins de voto a que apenas as crianças acedem. Nenhuma criança poderá votar no seu próprio projeto – este não constará no boletim que recebe”.

No dia 13 de junho, serão as Assembleias Participativas, onde os alunos sobem ao palco do Centro Cultural do Cartaxo ou do Auditório da Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense para apresentar as suas ideias.


“As assembleias participativas vão decorrer durante a manhã no Cartaxo e durante a tarde em Pontével – conforme o estabelecimento de ensino pertença ao Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo ou ao Agrupamento de Escolas D. Sancho I de Pontével, respetivamente”.
Os dois projetos vencedores ganham 10 mil euros (cinco mil a cada um) de investimento que a Câmara Municipal do Cartaxo atribuiu ao orçamento Participativo Escolar em 2019. Esta é a terceira edição do programa.

Fonte: CM Cartaxo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *