A Ecolezíria, em parceria com a associação ambientalista Zero, vai implementar, em alguns concelhos do Ribatejo, o sistema de recolha de resíduos porta-a-porta.

Um desses concelhos abrangidos será o Cartaxo (cuja apresentação do programa decorreu na passada semana), onde, para além da recolha do lixo comum, prevê-se também a recolha de resíduos orgânicos provenientes de estabelecimentos.

“A recolha porta-a-porta terá início com a prévia distribuição de contentores para separação de orgânicos, sacos reutilizáveis para separação
multimaterial nas habitações e sacos codificados para separação, prevendo que a entrega dos materiais seja efetuada em dias semanalmente definidos”, explica a Ecolezíria em comunicado enviado ao Correio do Cartaxo.

A grande novidade deste sistema, que já é aplicado, por exemplo, em Lisboa [onde todo o lixo é colocado num contentor, que é posto na rua a partir do final da tarde, para que os operadores de higiene urbana façam a recolha durante a noite], ” é a criação de incentivos financeiros para os residentes que mais separem, convertíveis em bens e serviços que possam ser adquiridos no comércio local, e, num futuro próximo, a implementação de
tarifas variáveis que resultem do cálculo do peso e do volume de resíduos
depositados pelos utilizadores domésticos”.

Fonte: CM Cartaxo/EcoLezíria

Imagem: Google/Direitos Reservados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *