No próximo sábado, pode ter a oportunidade de conhecer, em primeira mão, o trabalho desenvolvido na residência artística que teve lugar em Pontével no final do ano passado.

“Amores Pós-Coloniais quer saber o que significava amar no espaço colonial e pós-colonial, refletindo sobre o amor enquanto espaço político e utópico. Quer retratar as políticas do amor no espaço colonial e perceber como a violência do colonialismo condicionava as relações amorosas”, explica a organização da peça documental em nota de imprensa.

O documentário ouve, assim, antigos soldados portugueses que tiveram filhos com mulheres africanas no tempo da guerra e portuguesas que se apaixonaram por africanos pertencentes aos movimentos de libertação. Pode também ouvir testemunhos de casais formados na relação estabelecida entre países africanos e da Europa de Leste, assim como os seus filhos.

Esta peça decorre de uma investigação desenvolvida com recolha de testemunhos junto da comunidade de Pontével e é uma parceria do Munícipio do Cartaxo com a Associaçáo Materiais Diversos.

Depois da apresentação no CCC, de entrada livre, a peça documental sobe ao palco da Sala Estúdio do Teatro Nacional D.Maria II, onde vai estar em exibição durante o mês de fevereiro.

Fonte: CM Cartaxo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *