Conde Rodrigues, natural do Cartaxo e antigo secretário de Estado da Justiça de José Sócrates, vê finalmente arquivado o processo que investigava peloo contrato de arrendamento do Campus da Justiça, em Lisboa.
Durante quase oito anos, o Ministério Público investigou suspeitas de participação económica em negócio, prevaricação e abuso de poder tendo chegado a investigar as contas bancárias do político, bem como de seus familiares.
A denúncia tinha sido feita por um antigo professor de José Sócrates e veio agora provar-se quer não tinha qualquer fundamento. A informação é confirmada pela SIC.

Relembre-se que José Manuel Vieira Conde Rodrigues nasceu em 1964. É casado e tem dois filhos. Licenciou-se em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, em 1987; possui uma Pós-Graduação em Ciências Empresariais, no Departamento de MBA da Universidade Nova de Lisboa, em 1990, e em Ciência Política pela Universidade Católica Portuguesa, em 1996. Foi docente na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa. Com uma vasta actividade política exerceu, entre outros, os cargos de Presidente a Câmara Municipal do Cartaxo (1994-2000), Secretário de Estado da Cultura do XIV Governo Constitucional. Actualmente é Secretário de Estado Adjunto e da Justiça do XVII Governo Constitucional, tendo interrompido as funções de Juiz de Direito dos Tribunais Administrativos e Fiscais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *