22 maio 2018

A JSD do Cartaxo saiu em defesa dos deputados municipais do PPD/PSD. Em causa estão o chumbo, num contexto, e os elogios, noutro, a uma moção apresentada pelo partido, “que pedia exactamente a mesma coisa” em ambos, como afirmam em comunicado.

A moção consistia em dinamizar um mês do desporto no Cartaxo. Os jovens sociais democratas cartaxenses dão conta do chumbo da proposta em Assembleia Municipal e de a mesma ter sido catalogada, naquela sessão, pelo presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Ribeiro, como “agenda política e ‘chover no molhado'”.

Na nota de imprensa pode ainda ler-se que, por outro lado, o mesmo Pedro Ribeiro, na Assembleia Municipal Jovem da passada semana, elogiou a sugestão de Carolina Vergas, militante da JSD Cartaxo, em que a mesma propõe ao executivo municipal a escolha de um mês para realizar atividades desportivas nas ruas do Cartaxo.
“A moção da JSD Cartaxo pedia exatamente a mesma coisa: que o executivo camarário escolhesse um mês para realizar atividades desportivas na rua do Cartaxo. Isto tinha o propósito de trazer vida à cidade e consequentemente actividade ao comércio local.” – diz Bruno Galaio, presidente da JSD Cartaxo.

Bruno Galaio vai mais longe e responde ao presidente da Câmara afirmando que “ter agenda política é elogiar ou criticar uma proposta consoante o sítio onde estamos, consoante a idade das pessoas que temos à nossa frente, é desconsiderar uma ideia afecta à nossa comunidade só porque vêm de outra bancada política.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *