14 abril 2018

No mês em que se assinala a Revolução dos Cravos, o Centro Cultural do Cartaxo escolheu O Último Dia de um Condenado para trazer ao palco um texto que Victor Hugo escreveu como manifesto contra a pena de morte e é também uma reflexão sobre a liberdade e o valor da vida.

Às 21h30 de hoje, 14 de abril, Virgílio Castelo revela um homem condenado à guilhotina, cujo nome e crime cometido ficam por revelar, numa interpretação que a crítica e o público têm aplaudido. Paulo Sousa Costa é responsável pela adaptação do texto e pela encenação da peça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *